A Santa Ceia

Leonardo Da Vinci, o grande gênio da Humanidade, deixou retratado o seu conhecimento sobre a Astrologia, em sua famosa pintura, A Santa Ceia.
Para compreender melhor, colocamos aqui uma reprodução da imagem.
Os apóstolos devem ser observados da direita para a esquerda.
Quem está na cabeceira da mesa é São Simão, que corresponde ao signo de Áries (Signo de fogo e de ação). Esse signo é caracterizado pela agressividade, por impor suas vontades, por gostar de liderar e competir. Quando suas idéias não são aceitas tenta boicotar a idéia escolhida na tentativa de mostrar que sua opinião estava correta. Signo do "EU" representado por Simão que está posicionado na cabeceira da mesa, como se fosse o líder do grupo ou o senhor da casa, caracterizado por um tipo rude, bem masculino, trajando vermelho que é a cor do fogo, elemento deste signo.Simão indica com as mãos a direção a tomar. Áries rege a cabeça na anatomia astrológica, e a testa de Simão é bem realçada na pintura. Sua prontidão ariana também é mostrada pelas mãos desembaraçadas, para agirem conforme a vontade e coragem dos arianos.
Ao seu lado direito, Judas Tadeu, representando Touro. Esse signo é caracterizado por sua teimosia, seu olhar desconfiado, pelo conservadorismo, seu carinho, sua sedução, sensualidade, seu esforço de realização e sua capacidade de tolerar o trabalho pesado. Judas Tadeu demonstra em suas feições o lado rústico mas sedutor; sua força está concentrada no pescoço. Está numa atitude de preocupação quanto as idéias impostas pelo seu antecessor, discutindo se não é melhor ficar como está, mas pronto para iniciar a tarefa e finalizá-la.Seu semblante é sereno enquanto escuta Simão (Áries) e vai digerindo lentamente suas impressões, suas mãos na postura de quem recebe algo, caracterizando a possessividade de Touro. No corpo humano, Touro rege o pescoço e a garganta, e o de Judas Tadeu está bem destacado.
Mateus vem em seguida, correspondendo à Gêmeos, signo duplo que rege a interação com as pessoas e a habilidade de colher informações. Esse signo é caracterizado por sua jovialidade, sua capacidade comunicativa, sua esperteza, suas dúvidas e inconstância de humor. Necessita narrar os fatos, não se aprofunda nos assuntos e relacionamentos; com sua mente criativa consegue vender tudo que quer, mesmo que a verdade não esteja totalmente em suas palavras; adora dançar e se movimentar, inquieto, adora viagens curtas para poder narrar o que viu. Mateus está gesticulando numa expressão de quem viu algo e narra o ocorrido, é o mais jovem dos apóstolos, sua posição demonstra sua dualidade. Mateus tem as mãos dispostas para um lado e o rosto para o outro, revelando o hábito geminiano de falar e ouvir à todos ao mesmo tempo. Mateus era escriba e historiador da vida de Jesus (escreveu um dos 4 livros aceitos como verdadeiros pela Igreja Católica) e Gêmeos rege a casa III, setor de comunicação e conhecimento.
Logo após está São Filipe, representando Câncer. Esse signo é caracterizado pela sua necessidade de proteger, de agradar, representa a mãe, muito ligado a família, ao passado, é ingênuo e inseguro. Tem tendência a engordar, é emotivo e sua intuição é semelhante a de uma mãe que sente o que se passa com seu filho. Felipe é representado por um tipo feminino que mais parece uma mãe que olha para seu filho com amor, carinho e desejo de protegê-lo, seu olhar parece não questionar, mas aceitar, suas mãos sugere a expressão: "Vinde a mim e eu lhe protegerei". Suas mãos em direção ao peito mostram a tendência canceriana para acolher, proteger e cuidar das coisas. Regido pela Lua, Câncer trabalha com o sentir. Filipe está inclinado, retratado como se estivesse se oferecendo para realizar alguma tarefa.

Ao seu lado está Tiago Menor, representando o signo de Leão.
Esse signo é caracterizado pela sua beleza, elegância, brilho, criatividade, necessidade de ser o centro das atenções, sua vaidade, seu gosto pela moda, sua capacidade de amar, seu gosto pelas crianças e sua diplomacia, também é caracterizado pelo seu egocentrismo e dramaticidade. Tiago Menor está numa posição quase central e afasta os apóstolos ao seu redor para que ele esteja bem visível, possui o semblante mais belo de toda a cena, mais belo que o próprio Jesus, visto que o rosto do Cristo não foi pintado por Da Vinci que deixou essa obra incompleta obrigando a contratação de outro pintor para terminar esse detalhe da obra. Expressa-se com elegância mas também com prepotência, seu cabelo, barba e roupa demonstram seu zelo pela aparência. De braços abertos, revela nesse gesto largo o poder de irradiar amor (Leão rege o coração e o chacra cardíaco), ele se impõe nesse gesto confiante, centralizando atenções.
Atrás dele, quase que escondido, está São Tomé, o Virginiano, o famoso “ver para crer”, Esse signo é caracterizado por sua busca da perfeição, seu detalhismo, sua crítica, sua capacidade de organização e limpeza, pela sua capacidade de servir, pela dificuldade de ouvir críticas a seu respeito, pela sua necessidade de trabalho e sua higiene. Tomé está quase escondido na cena, pois quem critica não pode estar sujeito as mesmas críticas e por isso se recolhe, está olhando para a ponta do seu dedo indicador, representando o seu olhar fixo em detalhes e sua necessidade de apontar os erros dos outros. Apesar de modesto, não deixa de expressar o lado crítico e inquisitivo de Virgem – com o dedo em riste ele contesta diante de Cristo.
Libra é simbolizado por João ou, para alguns, Maria Madalena, esposa de Jesus. Esse signo é caracterizado pela vaidade, pelo equilíbrio, pela sociabilidade e por preocupar-se em agradar as pessoas. Simbolizado pela balança que nada faz além de pesar as opiniões dos outros obtendo o ponto médio. Libra é o único signo que é representado por algo não vivo; um objeto, significando que ele não coloca o seu "EU" em questão. João, ou Maria, está representado por um tipo feminino com roupas em tons pastéis, próprias desse signo que procura ser equilibrado até mesmo nas roupas em que se apresenta aos outros; está com as mão em posição de quem recebe algo, de quem pesa o que os outros dizem, formando com seus braços o prato da balança. Sua cabeça pende para o outro; seus olhos estão fechados, como o símbolo da justiça com os olhos vendados para não impor sua própria vontade. Com as mãos entrelaçadas, ela pondera e considera todas as opiniões antes de tomar posições – Libra rege a casa VII, é o setor do casamento e parcerias, deixado também como mais uma evidência de que os templários possuíam conhecimento sobre o casamento de Jesus e seus descendentes.
Ao seu lado, está Judas Iscariotes, guarda-costas de Jesus, representando Escorpião. Esse signo é caracterizado por sua personalidade profunda, observadora, transformadora e sexualizada; possui a capacidade nata de lidar com dinheiro, de ser um estrategista, um administrador e de controlar seus sentimentos. Seu olhar sempre frio parece buscar algo no fundo do nosso ser. Admira tudo que está ligado aos poderes psíquicos e investiga tudo sobre a morte. Judas Escariotes está posicionado de forma que possa observar com cautela; seus olhos e seus ouvidos estão atentos; segura um saco de dinheiro significando que ele era o tesoureiro do grupo de Jesus (Escorpião rege a casa VIII, que trata dos bens e valores dos outros); derruba o sal simbolizando que a morte está ligada a esse signo, pois onde se atirava sal acreditava-se estar esterilizando o solo.
Em seguida, Pedro, o Pescador de Almas, representando o alegre Sagitário. Esse signo é caracterizado pela sua necessidade de buscar o conhecimento e a verdade, necessita ser um especialista naquilo que se dedica, é religioso, busca basear sua filosofia no conhecimento adquirido através dos livros e de outros filósofos, quando encontra a sua verdade se torna cego a outras idéias e as defende de forma agressiva. É simbolizado por um centauro que é metade homem e metade animal. Pedro é representado por um homem velho para demonstrar sua sabedoria, seu olhar fixo em Jesus demonstra sua sagacidade em busca do conhecimento, seu dedo aponta para o alvo como a flecha do centauro, sua expressão facial é agressiva e cavalga por cima dos seus companheiros, segurando uma faca em sua mão direita representando sua agressividade na defesa de suas verdades. Foi ele quem fez o dogma e instituiu a lei da Igreja – Sagitário rege a casa IX, setor das leis, religiões e filosofia. Seu dedo aponta para Jesus – a meta de Sagitário é espiritual. Ele se coloca entre Maria e Judas, trazendo esclarecimentos (luz) à discussão (Sagitário é o “alto-astral” do zodíaco).
Ao seu lado está Santo André, Capricórnio. Esse signo é caracterizado pela sua desconfiança, ceticismo, rigidez, responsabilidade, seriedade e profissionalismo. Simboliza o pai que defende seus filhos da malícia do mundo que ele conhece bem, representa a autoridade e o homem amadurecido pelo tempo. André está com as mãos em posição de defesa, seu olhar desconfiado como alguém que questiona as intenções que se esconde atrás dos fatos, está numa posição rígida como um pai que tenta manter a autoridade mesmo que seu coração deseje demonstrar todo seu afeto, suas feições são de um homem amadurecido pelo tempo e o trabalho. O signo mais responsável do zodíaco, que com seu gesto restritivo, impõe limites. Seu rosto magro e ossos salientes revelam o biotipo capricorniano. Seus cabelos e barbas brancas e seu semblante sério mostram a relação de Capricórnio com o tempo e a sabedoria.
Ao lado, Tiago Maior, Aquario. Esse signo é caracterizado pela sua inteligência, ideologia, fraternidade, inventividade, necessidade de ser diferente, sua aversão à moda, pela defesa dos direitos humanos, sua rebeldia, sua dificuldade com a rotina e regulamentos, sua falta de persistência e desorganização. Não gosta de ser o centro das atenções, é político, adora ensinar e pregar a necessidade de viver em coletividade. Tiago Maior é representado por um tipo relaxado com sua aparência, com a barba e cabelo mal cuidados, abraçando seus companheiros e empurrando-os para o centro. Debruça uma de suas mãos sobre seus ombros, num gesto amigável, enquanto a outra se estende aos demais. Ele visualiza o conjunto, percebendo ali o trabalho em grupo liderado por Jesus. Aquário rege a casa XI, que é o setor dos grupos, amigos e esperanças.
Finalmente, sentado à esquerda, temos São Bartolomeu, o viajante, representando Peixes. Esse signo é caracterizado pela sua sensibilidade, seu auto-sacrifício, sua instabilidade, visão do todo, fantasia, imaginação, aceitação, necessidade de silêncio e solidão, sua busca espiritual e fuga do real. Seu regente é o Deus Netuno que reinava sobre os oceanos, que é tão instável quanto esse signo. Peixes absorve toda negatividade do ambiente da mesma forma que o mar recebe da humanidade tudo que se precisa eliminar.Seus pés estão em destaque (que são regidos por Peixes na anatomia astrológica). Ele parece absorvido pelo que acontece à mesa e, com as mãos apoiadas, quase debruçado, revela devoção envolvido pelo clima desse encontro.
Jesus é o centro e não possui signo, mas as qualidades de todos eles. Com a mão esquerda ele oferece energia ou atividade para os signos da primavera e do verão, representado por Da Vinci através da forma viva e expressiva dos seis primeiros apóstolos, e com a sua mão direita recolhe a energia ou experiência através dos signos do outono e do inverno, representado pela forma observadora e fria dos últimos seis apóstolos.
A Astrologia divide os signos em elementos: Fogo, Terra, Ar e Água, representados pelos quatro tapetes persas em cada parede; e em Qualidades: Cardinal (início das estações), Fixo (meio das estações) e Mutável (fim das estações) representadas pelas três janelas ao fundo da cena.
É importante salientar que os signos apenas representam os doze arquétipos humanos e nós não encontraremos uma pessoa no mundo que possua todas as qualidades ou defeitos de um único signo, mas uma mistura de padrões, como um quadro com várias tonalidades de cores, mas que pode ter uma cor mais predominante. Na Astrologia a definição da mistura dos arquétipos se dá através dos astros e pontos cardeais; Sol, Lua, Mercúrio, Vênus, Marte, Júpiter, Saturno, Urano, Netuno, Plutão, Ascendente (horizonte leste), Descendente (horizonte oeste), Fundo do Céu e Meio do Céu; cujo movimento constante impede de haver duas pessoas com o mesmo padrão de personalidade, salvo se nascerem no mesmo local, data e hora, evento muito raro.

Marcelo Del Debbio, RPG.
http://www.sedentario.org/colunas/teoria-da-conspiracao/a-santa-ceia-e-os-simbolos-astrologicos-1978


A RESTAURAÇÃO DA GRANDE OBRA DE LEONARDO DA VINCE



video




O filme mostra o resgate da obra original, retirando camadas sucessivas de pinturas de restauração que modificaram as expressões dos personagens.

Após a restauração, um garoto pode perceber informações que ninguém havia identificado. Como uma mensagem de Leonardo para a humanidade.

Nem "O Código Da Vinci" foi capaz de perceber o que o jovem filho de Ema de Marcheville percebeu.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Paz profunda!!!

Um espaço criado para a publicação de textos referentes a Astrologia - a Ciência mais antiga da Humanidade.